Curso com Felipe Fonseca, que  trabalha há quinze anos com projetos de pesquisa, ativismo de mídia, tecnologia social e cultura digital.

O curso tem por objetivo traçar paralelos entre, de um lado, o surgimento recente de práticas experimentais de fabricação digital e transformação de matéria, e de outro os conhecimentos incorporados e a capacidade já instalada em qualquer cidade dos diversos ofícios que atuam com o reuso, a adaptação, a customização, a fabricação em pequena escala e a produção artesanal. Explora as camadas da herança cultural e científica, das habilidades práticas e ferramentais, e do trabalho humano aplicado.

Ao fim do curso, os participantes verão a continuidade e as disparidades entre, por exemplo, um protótipo feito com papelão em uma cortadora laser e a produção concreta em uma oficina de marcenaria. O argumento central do curso é promover a visão da própria cidade como um grande laboratório de fabricação, disponível para releituras e apropriações criativas.

30 de março a 1º de abril

Quinta e sexta: 9h às 17h e Sábado das 14h às 18h.

Duração: 20h.

Local: Espaço Dínamo. Unimonte

Máximo: 20 pessoas.

GRATUITO

Inscreva-se no curso