Carregando Eventos
  • Este evento já passou.

Todas as quintas e sextas de agosto, a partir das 13h, o artista residente Fernando Hermógenes, vai abrir o processo criativo do projeto Museu do Objeto Encontrado que está desenvolvendo durante sua residência na sede do LABxS.

A ideia é receber pessoas interessadas em acompanhar o andamento do projeto para um café, comes e bebes, conversa e reflexão.

A Atividade é aberta e gratuita.

Sobre a Pedagogia do Objeto Encontrado

A Pedagogia do Objeto Encontrado é composta de textos que tratam da potência do objeto encontrado – pedagogia escrita a partir das dificuldades do acontecimento nos processos da arte e da escola, espaços e meios que geralmente se caracterizam por uma operação precarizada, pouco ou nenhum recurso financeiro e buracos na manutenção.

A PEDAGOGIA DO OBJETO ENCONTRADO acredita nos objetos cotidianos para ativações diversas, e os textos são condutores de experiências com aquilo que foi encontrado pelo ou pela ‘encontrante’, seja uma concha na praia, uma ponta de lápis, um prego ou um sofá.

A PEDAGOGIA DO OBJETO ENCONTRADO pode receber como adjetivos e extensões: pedagogia do precário, grotesca, simples, acessível, fácil, 0800, no fee, gratuita, grátis, tosca, ao ar livre.

A PEDAGOGIA DO OBJETO ENCONTRADO defende pedagogia como auê sobre educação e ensino, objeto como toda coisa material que pode ser percebida pelos sentidos e encontrado como status do objeto, antes não-encontrado e agora encontrado. Cada pessoa é disparadora de inúmeras linhas de ação, formando uma rede de possibilidades que entende o aprender, conhecer e produzir não se dá por um único modo de fazer.

Mais informações sobre o artista no link:

Fernando Hermógenes