A terceira roda de conversa aberta e gratuita As Mulheres e o Comum: Escuta, Cuidado e Repertório acontecerá no dia 2 de agosto, quarta-feira, das 19h às 22h, na Casa Fórum (rua Primeiro de Maio, 67 – Aparecida, Santos-SP).

O tema da roda de conversa é Sobre Prazer e abordará a sexualidade.

A atividade faz parte do ciclo de formação Círculos do Lab Santista, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui. Mais informações:

As mulheres e o Comum: ESCUTA, CUIDADO e REPERTÓRIO

Terceira Roda de Conversa Aberta e Gratuita

SOBRE PRAZER

“Em todos nós, o prazer constituiu um potencial. Mais ainda que para os homens, ele é para as mulheres uma fonte soterrada de poder, da qual elas podem haurir força de transformação.”

“Prazer é um estado de intensificação da sensação de vida.”

“Prazer é estar o mais próxima possível do nosso próprio eu e ao mesmo tempo podermos abstrair de nós mesmas.”

Elisabeth Gösmann, em Dicionário de Teologia Feminista

O QUÊ?
Um círculo formativo para mulheres. Nosso terceiro encontro, aberto para quem esteve nos primeirso e também para quem chega agora. Para nos escutar. Partilhar inquietações e desejos. E, a partir do prazer, falarmos sobre trabalho, maternidade, relacionamentos, corpo e também sexualidade.

PARA QUEM?
Todas as mulheres. Negras, indígenas, brancas, amarelas, trans, cis, lésbicas, bi, homos, jovens, adultas, idosas, caiçaras, urbanas, rurais, gordas, magras e como mais puderem se autodeclarar estão convidadas.

POR QUE?
Compartilhar conhecimento e qualificar o debate sobre gênero, feminismo e o comum.
Promover o cuidado de si e de outras para identificar e potencializar modos de vida comunitários que privilegiem relações de cooperação e responsabilidade.
Reconhecer e impulsionar o protagonismo das mulheres da Baixada Santista, em sua sabedoria para o desenvolvimento de soluções de inovação cidadã.
Conectar as mulheres que integram a nascente rede do LabxS e do Instituto Procomum.
Criar projetos em conjunto.

COMO?
Vivências que integram a metodologia de círculos de mulheres, rodas de discussão e oficinas de co-criação para proporcionar um passeio por conceitos fundamentais para a compreensão das questões de gênero, a noção de comum e comunidade a partir de uma perspectiva feminista.
Buscar convergências e sentidos partilhados de existência, resistência e ação.
Estimular a partilha de nossas histórias.
Inventar caminhos.

QUANDO?
Terceiro encontro: 2 de agosto, quarta-feira, das 19h às 22h, Casa Fórum
Rua Primeiro de Maio, 57 – Aparecida

SOBRE AS MEDIADORAS:
Bianca Santana

Escritora, jornalista e taróloga. Mestra em educação e doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo. É autora de Quando Me Descobri Negra (Sesi-SP Editora, 2016), realiza o curso anual para mulheres “A escrita como caminho”. Mãe de Lucas, 8, Pedro, 6 e Cecilia, 4. É conselheira do Instituto Procomum.

Lia Rangel

Jornalista e contadora de histórias. Feminista e aprendiz de feiticeira. Conduz grupo de leituras e oficinas de literatura para mulheres. Mãe da Júlia, de 13, e do Chico, de 10. É conselheira do Instituto Procomum.

Inscreva-se