INSCREVA-SEAGORA

FAQ

Caso a sua dúvida não tenha sido contemplada no texto, envie-nos perguntas pelo e-mail colaboradora@procomum.org ou mensagem nas redes sociais do Instituto Procomum.

1. Quem pode participar?

Podem participar jovens de 18 a 35 anos que sejam empreendedores, freelancers, autônomos, ONGS, ativistas, criativos ou artistas desde que possuam um empreendimento criativo com impacto social com atuação na baixada santista.

2. Eu preciso ter um negócio aberto ou pode ser um projeto?

Os candidatos precisam possuir negócios em andamento, mas não necessariamente formalizados.  No entanto, é importante que você já esteja com ele na rua ainda que nos estágios iniciais, por exemplo: o candidato produz roupas, mas comercializou apenas para seu círculo de amigos, e não em lojas.

3. A empresa precisa ser formalizada?

Não, os negócios não precisam estar constituídos juridicamente para participação.

4. Existe ajuda de custo para os participantes?

Não há nenhuma cobrança de recursos em dinheiro pelos serviços ofertados pelo projeto; também não há remuneração prevista para os participantes selecionados.

5. O programa prevê alguma bolsa?

Não. Mas o cuidado e o bem estar dos participantes é  prioridade. Ou seja, você não deve deixar de inscrever-se caso precise de ajuda para alimentação e transporte, por exemplo.

Estamos empenhados em buscar soluções de maneira coletiva para as eventuais necessidades de cada participante.

6. É cobrada alguma taxa dos participantes?

Não, a participação é totalmente sem custo.

7. Existe alguma entrega final para o projeto?

No decorrer do processo formativo, os participantes vão desenvolver o plano de negócios de seus empreendimentos. Este material será apresentado aos mentores ao fim da formação.

8. Somente empreendedores moradores na Baixada Santista podem participar?

Os participantes não precisam residir obrigatoriamente na Baixada Santista, porém o retorno social de seu negócio deve impactar esta região.

9. Os participantes da Colaboradora podem receber outros recursos?

Sim. Os participantes podem buscar outros recursos para seus respectivos projetos e inclusive estimulamos que isso aconteça. Um dos objetivos deste programa é também que os participantes ampliem suas redes de contatos e parcerias.

10. É necessário frequentar todos os dias o Lab Procomum? Tenho que cumprir uma carga horária semanal?

Não, as atividades não serão diárias nem semanais. A Colaboradora entende que cada participante tem suas obrigatoriedades e tarefas diárias, dificuldades e individualidades. Mas é importante destacar que para receber o certificado de participação, é necessário ter a frequência mínima em 75% das atividades obrigatórias. Nossa expectativa é que os encontros sejam quinzenais ou mensais, mas isso tudo será decidido pela conselho pedagógico, levando em consideração a disponibilidade dos selecionados e em diálogo. Não se esqueça de preencher no formulário sua disponibilidade.  Além disso, parte da proposta do projeto é que se crie uma rotina coletiva de trabalho, convívio e cuidado.

11. Devo inscrever-me como empreendimento ou como pessoa?

A Colaboradora selecionará pessoas que sejam empreendedoras e não empreendimentos. Isso significa que as oficinas, mentorias e aulas de inglês serão destinadas à empreendedora selecionada.   Durante a inscrição é importante ressaltar sua trajetória pessoal e profissional.

12. O que eu vou ganhar como participante da Colaboradora?

Além de utilizar a infraestrutura e os recursos do espaço do Lab Procomum, os participantes terão acesso:

  • a uma formação voltada ao seu desenvolvimento pessoal e de seu empreendimento, com conteúdos que abrangem empreendedorismo social e criativo, economia colaborativa e áreas correlatas;
  • mentoria individual;
  • visitas à empreendimentos de referência;
  • palestras;
  • curso de inglês.
  • dois certificados- um referente às aulas de inglês e outro às aulas de empreendedorismo social.

O projeto também ampliará sua rede de  contatos e outras experiências similares na baixada e fora dela. A ideia é criar um ecossistema de talentos e habilidades para fortalecer todos os participantes em colaboração.

13. Quais os Setores Criativos participantes?

Para efeitos desta chamada consideramos os seguintes setores: artesanato, festivais, museus, bibliotecas, artes visuais, música, teatro, dança, circo, ópera, editorial, literatura, audiovisual, design, moda, gastronomia, arquitetura, software, games e artes integradas.