Proponente: Maria Julia Hatala Duarte Sallum

Resumo do projeto: A aldeia indígena Guarani Mbya Tekoá Paranapuã encontra-se dentro de um contexto em que as condições para sua sobrevivência física e cultural tornam-se sua principal causa de resiliência e resistência. Paranapuã fica em São Vicente, em meio a uma grande região metropolitana, e trata-se de uma terra não demarcada pelo governo federal e inserida em uma Unidade de Conservação, desse modo, direitos indígenas, como a educação popular e acesso à saúde são precarizados, desencadeando diversos conflitos socioambientais. Nossa proposta surge como uma demanda dos moradores da aldeia: a construção de uma horta orgânica e respeitando a dieta cultural, como forma de garantir uma alimentação adequada e saudável. Assim, nossa metodologia implica em unir o conhecimento tradicional sobre a agricultura e os conceitos de agroecologia, aplicados sobre o desenvolvimento de um Sistema Agroflorestal de Mata Atlântica como forma de garantir a soberania alimentar da comunidade.

Apresentação final:

Álbum de fotos:

#CircuitoLABxS 2018 - Agrofloresta na Aldeia