GT INTERSECCIONAL

O Marsha é um coletivo LGBT classista com recorte étnico e de gênero; sem fins lucrativos e suprapartidário. Tem como objetivo a capacitação popular, como também visibilidade, valorização e empoderamento de categorias historicamente marginalizadas. Entendemos que a causa LGBT por ser policlassista, sempre vai atender as demandas do poder dominante, de LGBTs brancos, ricos ou da classe média, nunca da lésbica negra de periferia ou da mulher trans que só tem a prostituição como fonte de subsistência, é muito mais interessante ao capitalismo se apropriar dessa bandeira e explora-la como nicho de mercado, do que criar e/ou fortalecer políticas públicas de inclusão social e leis que protejam essa categoria. A causa LGBT não é uma opressão à parte, isolada, ela está dentro das engrenagens do sistema capitalista e conversa com outros tipos de opressões; como a de raça e classe, não à toa que temos um grande percentual de LGBTs desempregados ou em empregos precarizados; como o telemarketing. Entendemos que pessoas na intersecção de marcadores sociais de diferença são as mais vulneráveis e suscetíveis a todo tipo de mazela social. Finalizando, somos um coletivo LGBT que ousa falar em classe, raça e gênero, que entende as suas especificidades e convergências e que procura agir em prol dessas questões.